olho humano mirando um globo terrestre

Considerei bastante apropriado, para a aula inicial da disciplina de Ambientes Digitais para a Inclusão, da Universidade Feevale, a integração de 3 professoras, que tratam essa questão sob diferentes perspectivas, amarradas pelo viés tecnológico. Também foi bastante significativo o esforço das três professoras em se fazerem presentes, o que passou uma idéia de unidade da discplina bastante positiva.
As áreas de formação, tanto de docentes como discentes, promete trazer discussões bastante interessantes, com relação às questões que unem educação e tecnologia, avançando da inclusão digital individual para o aprendizado nas redes sociais, destas para AVAs e culminando com os PLNs e PLEs, última fronteira do estudo da educação em ambientes virtuais.
Por fim, as tecnologias móveis, as interfaces digitais e a aprendizagem colaborativa juntam-se às discussões sobre como estas adequam-se a diferentes perfis do aluno, promovendo a real inclusão, que ocorre quando a tecnologa se adapta ao indivíduo e não o contrário. Penso que desenvolver esta idéia justifique o nome do Mestrado.

Grande abraço a todos

nuvem de tags com os conceitosda disciplina

Em tempo: as professoras mencionadas são Dra. Patrícia Brandalise Scherer Bassani, Dra. Sandra Portella Montardo e Dra. Nice Ferrari Barbosa

Fonte das imagens: http://educacaodonaines.blogspot.com e http://moodle.feevale.br/course/view.php?id=3268