APRENDER PARA ENSINAR: A FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL PARA A UTILIZAÇÃO PEDAGÓGICA DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS

 Claudio Cleverson de Lima |claudiodelima@yahoo.com.br

Resumo: A educação brasileira, apesar das políticas públicas de informatização das escolas, não vem apresentando efetividade nos resultados de avaliações nacionais e internacionais. Relatos de experiências positivas de atividades educacionais mediadas pelas tecnologias digitais demonstram que a inserção tecnológica, quando isolada de projetos pedagógicos, não melhora automaticamente a efetividade do processo educacional. A falta de formação docente para utilização pedagógica das tecnologias digitais é apontada como um fator desse insucesso. Este estudo busca investigar como ocorre a formação docente inicial para utilização pedagógica das tecnologias digitais, através de entrevistas com professores e análise dos currículos das instituições formadoras. Trata-se de pesquisa qualitativa utilizando estudo de caso, aplicada em uma escola da rede municipal pública de Novo Hamburgo/RS, com quatro docentes como sujeitos. Os instrumentos foram observação de campo, entrevista semiestruturada e análise documental. Os resultados apontam que os cursos de formação docente não incluem no currículo disciplinas específicas de utilização pedagógica das tecnologias digitais e, quando o fazem, não focam na aplicação pedagógica. Este estudo é mais um alerta para a atualização dos currículos iniciais de formação docente, de modo a colaborar na efetividade dos programas de inserção tecnológica digital nas escolas brasileiras.

 Palavras-chave: Educação, Formação docente, Tecnologias digitais, Currículo.

(Resumo do artigo final da Especialização Mídias na Educação, da Universidade Federal de Pelotas/RS)