aaa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

[…]Eis o homem, fera implacável!
Atando cogumelos da morte
Ao chão enfermo de insultos
Nuvens negras, dessas almas finadas,
Que não chovem mais lágrimas,
Sobre as cabeças dos que erguem seus olhos
Ao deus sem rosto [….]

 

 

by Ira Bucascio