diluvio
Para quem eventualmente se queixa da mesmice na web e fora dela (apesar da quantidade astronômica de alternativas) indico a revista O Dilúvio, no ar na web brasileira desde 2007 e que prima por conteúdo diversificado, plural, alternativo e de qualidade.

Surgida na cena alternativa de Porto Alegre em 2003, e existente também no formato revista, em cujo meio tomei conhecimento do mesmo, a própria revista classifica O Dilúvio como um projeto que surgiu e resiste em Porto Alegre “[]..desde 2003. Criada pelo jornalista Tiago Jucá Oliveira, é uma referência no jornalismo cultural. Luta pra se manter ativa no mercado ao manter a independência editorial como uma das alternativas à grande mídia. Foi a primeira publicação brasileira a aderir ao Creative Commons, licença livre que permite a reprodução, modificação e uso comercial do conteúdo”[].

A revista tem uma tiragem de 1.000 exemplares, distribuídos gratuitamente em faculdades, bares, pontos de cultura, cafés, bibliotecas, festas, lojas e eventos em Porto Alegre. Uma pequena parte destes exemplares é vendida em bancas (Porto Alegre, São Paulo, Brasília, Recife) com um CD encartado a cada edição, sempre dando oportunidade à boa música brasileira. Também promove eventos fundamentais para interagir ao vivo com o público, dar oportunidade a artistas e discutir assuntos de interesse à cultura e a sociedade

“Na internet há o portal da revista, com informações sobre a publicação e equipe. Além disso, há links pra diversas redes sociais de relacionamento, utilizando as ferramentas disponíveis em cada uma delas pra produzir programas de música, debates, reportagens, vídeos de shows e espetáculos, enquetes e pesquisas de opinião e estatística, troca de arquivos, fotos, etc.”

Como um dos destaques da página, ancorada na plataforma Blogspot, destaco O DILUVIO Space Radio, que é um diferencial sonoro único, trazendo novidades que fogem à massificação das rádios e da música de massa. Conheci – e continuo conhecendo muita música boa – ouvindo as seleções que tocam no player. Afinal, em que outro local da web você escutaria, ao lado de medalhões como Prince, Rita Lee e Daft Punk, nomes (ainda) desconhecidos como The Hot & Brass Band, Billie Holliday,  Groupies e Orquestra Brasileira de Música Jamaicana?
Vai lá, vai lá….Diversão garantida!
Sem título