Games e educação, Gamificação

GAMES E EDUCAÇÃO: James Paul Gee

sem-titulo

James Paul Gee é professor na University de Wisconsin  Madison e  referência mundial no uso de games em educação, sendo um dos primeiros autores na investigação dos videojogos, seus processos de aprendizagem e impactos para o ensino. Com mais de 50 anos, seu interesse pelos videogames surgiu quando começou a presenciar o seu neto de 6 anos jogar, e começou a tentar acompanhá-lo, percebendo a quantidade de informação e raciocínios que estavam em causa para se conseguir jogar um jogo de modo efetivo. Seu livro What Video Games Have to Teach Us About Learning and Literacy (2003) é uma referência internacional na área.
O autor esteve no Brasil em 2012 em  evento sobre a temática games e educação e sua participação resultou em um excelente vídeo disponível aqui –>  Palestra James Paul Gee. Na abordagem sobre a re-criação dos modelos de ensino, o autor problematiza a incapacidade dos sistemas educacionais atuais em gerar alunos empreendedores e inovadores. Os videogames apresentam, na visao do autor, grande potencial formativo e motivacional, frente a um público exigente e atualizado, com grande disponibilidade de informação online e gratuita

O que considero bastante interessante na abordagem do autor foi sua consideração de que um game pode comportar várias histórias, para além da história apresentada pelo designer do jogo. Destaco a história virtual-real desenvolvida na fusão da trajetória do jogador e do personagem virtual do game e a (possibilidade da) história de um personagem com habilidades e capacidades específicas, possibilitando desenvolvimento profissional.
Isso desmonta de cara dois argumentos clássicos dos críticos de games na educação: a de que um jogo é só uma historinha boba (não, não é! Podem ser muitas histórias, e diferentes para cada aprendiz, dependendo da sua bagagem pessoal, seu histórico pessoal, conjugado com a maneira como ele interage com o game) e de que o game só serve para entreter. Um jogo, dependendo dos elementos inseridos pelo designer/professor, pode servir aos propósitos educacionais, no tocante a desenvolvimento de carreira, muito mais do que uma aula tradicional.

E você, o que acha disso?
Comente, discuta e compartilhe.

 

[Imagem: Pixabay.com under Creative Commons licence]

Anúncios

2 thoughts on “GAMES E EDUCAÇÃO: James Paul Gee”

  1. Parabéns!! Excelente artigo!! Pesquiso sobre o uso dos Games na Educação e atuo em desenvolvimento de games por meio de uma Oficina de Games, com alunos do Ensino Fundamental, e os resultados são excelentes!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s