Cibercultura, Educação, Mídias na Educação, tecnologias digitais, web 2.0 na educação

As 100 Melhores Ferramentas para Aprendizagem 2016 (HART)

         conversation-prism
Imagem: https://conversationprism.com/

A partir da popularização das Tecnologias Digitais (TD) nas mais diversas áreas, o que inclui a educação, surgiram na literatura diversas tentativas de classificar essas ferramentas: Entre as proposições de classificação mais conhecidas está a abordagem proposta por Coutinho e Bottentuit Junior (2007), que categoriza os softwares e recursos como online e offline,  permitindo enquadrar tanto ferramentas já existentes como aquelas que venham a ser desenvolvidas futuramente.
Outra abordagem bastante difundida é aquela proposta por Solis & Jess3 (2013), que propõem uma ferramenta de representação de mídias sociais chamada The Conversation Prism (O Prisma da Conversação).  Com o slogan “A arte de escutar, aprender e compartilhar” (The art of listening, learning and sharing), esta classificação representa a ampla maioria das atuais ferramentas da web 2.0, ou ferramentas de mídia social, dando uma visão geral categorizada pela forma com que as pessoas utilizam cada rede: Comunicações: Música, Transmissão ao Vivo e Imagens; Recursos Humanos: Marcadores Sociais, Influência e Quantificação Pessoal; Marca: Redes sociais, Blogs/Microblogs e Sabedoria das Multidões; Comunidade: Perguntas & Respostas, Comentários e Comércio Social; Serviço: Mercado Social, Fluxos Sociais e Localização; Desenvolvimento: Trabalho em nicho, Empresa. Wiki, Fóruns e Discussão); Marketing: Negócios, Redes de Serviços e Comentários/Classificações e Vendas: Curadoria social, Vídeo, Conteúdo/Documentos e Eventos.

              No intuito de auxiliar pesquisadores que buscam categorizar ou classificar ferramentas populares da web para uso em processos de ensino e aprendizagem, dedico o post de hoje a uma das mais populares dessas classificações, propostas por Jane Hart: The Top 200 Tools for Learning

Hart  é fundadora do C4LPT – Centre for Learning & Performance Technologies, em Bath, no Reino Unido, que  dedica-se a estudar e classificar as tecnologias de aprendizagem e produção disponíveis na web. Ela é membro da Internet Time Alliance, consultora, conferencista e autora de artigos diversos na área da utilização das tecnologias no ensino e  formação.

A listagem das 100 ferramentas mais populares para uso em processos de ensino e aprendizagem tem edição anual desde 2007 e é resultado de uma pesquisa com educadores e profissionais que estudam aprendizagem ao redor do mundo. Despertando interesse de educadores e interessados, o site do C4LPT tornou-se um dos websites mais visitados da web, com mais de 125.000 visitas mensais (COMSCORE, 2013), em busca da análise das ferramentas com foco na aprendizagem educacional e profissional (HART, 2013).

Na listagem das 200 Melhores Ferramentas para Aprendizagem de 2016, publicada em outubro de 2016, participaram 1238 profissionais da aprendizagem de 64 países instrutores(17%), professores de ensino médio, professores universitários e educadores de adultos (16%), designers instrucionais e desenvolvedores de e-learning (16%), consultores educacionais (12%), gerentes e especialistas de Learning & Development (11%), administradores educacionais (7%), professores primários e secundários (K12) (6%), instrutores e facilitadores onlina (4%), vendedores de materiais de aprendizagem (2%) e outros relacionados à área (10%).

Além da lista geral, também é possível verificar as ferramentas por categoria (Instructional tools, Content development tools, Social tools e Personal tools), há também mais 3 sublistas: Top 100 Tools for Personal Learning 2016, Top 100 Tools for Workplace Learning 2016 and the Top 100 Tools for Education 2016

 

Por fim, um quadro comparativo lista a posição das ferramentas em votações anteriores em relação à atual posição.

A lista mais atual traz, nas 20 primeiras posições, as seguintes ferramentas:

  1.  YouTube
  2.  Google Search
  3. Twitter
  4. PowerPoint
  5. Google Docs/Drive
  6. Facebook
  7. Skype
  8. LinkedIn
  9. WordPress
  10. Dropbox
  11. Wikipedia
  12. Yammer
  13. WhatsApp
  14. Prezi
  15. Kahoot
  16. Word
  17. Evernote
  18. Slideshare
  19. OneNote
  20. Slack

Você pode consultar a lista completa nos links acima ou clicando aqui.

 

Gostou?
Comente, curta e compartilhe

Um abraço grande e até a próxima

————————————————–

REFERÊNCIAS

COUTINHO, Clara Pereira; BOTTENTUIT JUNIOR, João Batista. Blog e Wiki: Os Futuros Professores e as Ferramentas da Web 2.0 in Simpósio Internacional de Informática Educativa 2007. Disponível em <http://www.academia.edu/1230606/Blog_e_Wiki_os_futuros_professores_e_as_ferramentas_da_Web_2.0> Acesso em:  08 out 2012.
HART, Jane. Top 100 Tools for Learning. Disponível em http://c4lpt.co.uk/top100tools/ Acesso em 23 fev 2017
SOLIS, Bryan; JESS3. The conversation prism. Disponível em <https://conversationprism.com/wp-content/uploads/2013/07/JESS3_BrianSolis_ConversationPrism4_WEB_2880x1800.jpg/> Acesso em: 18 jul 2013.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s